Archive for the ‘Peixe’ Category

Dúbidas e xoubas

Tuesday, December 1st, 2009

Aínda que creo que xa sei por onde vou tirar, non teño moi claro como vou chegar ao que quero con isto. O tono sería moi similar ao de Ibán, que descontando os blogs dos meus amigos, é o meu favorito por cercano e anglófilo.

O que cociño neste vídeo non ten nada de especial, en canto a técnica, pero sintetiza o gorentoso en catro ingredientes -xoubas, sal, fariña e aceite- e tres condicións: o peixe pequeno e moi fresco, fritilo e comelo da cabeza á cola e abrir unha botella de viño para beber e comer en boa compañía.

Mílhara assada

Friday, May 29th, 2009

A agulha que lhe colhi a Isabel vinha carregada de ovas, mas a palavra chiava-me tanto que busquei outros sinónimos. Todo fui muito mais sabedeiro sabendo que lhe podia chamar mílhara ou bragada.

Mílhara assada
(more…)

Do regime ictiófago e os seus efeitos sobre o corpo

Monday, December 1st, 2008

Ainda que não é primavera, levava um tempo com o sangue alterado sem saber mui bem a ração. O frio, o trabalho e uma dieta a base de peixe deveriam ter provocado o efeito contrario, pêro não…


Do regime ictiófago e os seus efeitos from Rodrigo Varela on Vimeo.

Seguimos com as entranhas: fígado do abadejo

Monday, November 24th, 2008

Esta semana somente fui um dia a Isabel a mercar peixe. O abadejo está em comida e tinham um bem fermoso, assim que colhi-no e como levavamos um tempo a falar das entranhas dos peixes, meteu-me o fígado na bolsa.


Seguimos com as entranhas: fígado do abadejo from Rodrigo Varela on Vimeo.

(more…)

Algo similar a um orgasmo, pêro com fígados de salmonetes

Thursday, October 30th, 2008

A Larousse Gastronomique diz que os salmonetes também são chamadas arceas de mar, porque não é preciso eviscera-los.


Orgasmos gastronómicos com figados de salmonete from Rodrigo Varela on Vimeo.

Polo geral gosto muito das entranhas e dos cortes menos nobles (orelha, foucinhos, rabo, unha, molejas, etc.) pêro com as cousas do mar não provara nunca nada alem o caldo das centolas. Como Isabel tinha uns salmonetes pequeninhos, decidi comprovar se era certo o que diz a Larousse. (more…)

Abrindo um robalo em canal

Thursday, October 23rd, 2008

O sábado passado um pescador que ficara sem gasolina no Mar do Rostro agasalhou-nos com dous robalos por leva-lo a gasolineira. Uma das robaliças foi ao forno, a outra limpei-na e foi à prancha com uns cachelos.


Abrindo em canal um robalo from Rodrigo Varela on Vimeo.

Este é um prato singelo em que a qualidade do peixe e umas boas patacas de Coristanco pode-vos fazer passar um rato estupendo se desglasamos a frigideira com vinagre e refogamos os cachelos para o acompanhamento.

Aconselho-te que aprendas a limpar peixe: se é fresco, uma vez sacada a espinha dorsal é uma experiência mui sensual.